Notícias

26/01/2010

Recompensa contra som alto

Como central de registro de informações, o Disque-Denúncia é um dos parceiros do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) na campanha Som Sim Barulho Não. O serviço receberá as reclamações da população sobre poluição sonora e fará o encaminhamento aos órgãos cabíveis. Também irá oferecer uma recompensa de até R$ 2 mil reais por informações que levem aos focos de sons abusivos comprovadas pela polícia.

Desde 2001, quando teve início o monitoramento de perturbação do sossego, a central recebeu 34.884 informações que tratam de sons ou ruídos abusivos. Com o lançamento da campanha do MPPE, em novembro do ano passado, o serviço passou a registrar, em média, sete ligações por dia tratando do tema.

O aumento foi de aproximadamente 30% nas ligações do ano passado em comparação com o total de 2008 na Região Metropolitana do Recife. Em Caruaru, no Agreste, o crescimento dos casos de poluição no mesmo período foi de mais de 50%. Ao todo, foram registradas 2.827 denúncias no estado em 2009.

Poluidores
- O Disque-Denúncia também realiza estudos sobre o perfil dessas reclamações. De acordo com o levantamento, os horários da noite (44%) e da tarde (16%) são os mais barulhentos. Nos períodos da manhã (8%) e da madrugada (7%) também foram registradas denúncias. Outro dado importante é que em 18% das situações a poluição ocorre em qualquer hora do dia.

O barulho, em aproximadamente metade dos casos (46%), vem de casas. O vizinho é sempre um dos principais responsáveis. O ruído das ruas (carros-de-som, carrocinhas de CD), aparece em segundo lugar, com 25%. Os bares estão em terceiro, com 18%. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 3421.9595, no Recife e Região Metropolitana, e (81) 3719.4545, no interior.

Recompensa – Para receber a recompensa, que varia de R$ 100 até R$ 2 mil, a informação deverá ser comprovada pela polícia. O anonimato de quem denuncia é garantido e a reclamação pode ser acompanhada a partir de uma senha fornecida pela central.

Dados

Relação por ano:

2008 – 1973
2009 – 2.827
2010 (20 primeiros dias de janeiro) – 146 (mais de sete por dia).


Locais de maior freqüência:

Casas – 46%
Via Pública (ruas) – 25%
Bares – 18%

Tipo de poluição:

Som alto – 91%
Latido – 2%
Jogos – 4%


Horários:

Noite – 44%
Variados (sem horário definido) – 18%
Tarde – 16%
Manhã – 8%
Madrugada 7%


Cidades:

Recife – 57%
Jaboatão – 13%
Olinda – 12%
Paulista – 7%


Ranking da poluição sonora por bairros do Recife:



Boa Viagem - 1154
Casa Amarela - 1141
Ibura - 1104
Nova Descoberta - 624
Boa Vista - 581
Afogados - 490
Iputinga - 429


Notícias Anteriores: